17 março 2012

ENQUANTO ISSO, NA NAVE... Arcturianos,Kepier.

12 de Fevereiro de 2012

Enquanto isso... na Nave há uma reunião. Tenho sentido muita saudade da Nave ultimamente. Parece que há tanto para fazer aqui na versão 3D da minha vida que eu praticamente me esqueci de quem eu realmente sou. Sinto grandes mudanças dentro de mim, mas fora de mim tudo parece igual, com umas poucas possíveis alterações. 

Há tantas realidades possíveis na "vida na Terra" que parecem estar tão próximas e ainda o mesmo velho parece sobrepor. Pelo menos, nenhuma das possibilidades de desastres maiores tem se manifestado por algum tempo. Talvez estejamos conseguindo atravessar os corredores da polaridade e entrar no AGORA do UM. Vou perguntar ao Kepier. 

Então, creio que é hora de retornar à Nave. Para chegar à Nova Terra, tenho utilizado minha mente para desejar viver num mundo de amor, alegria e paz e sintonizando meu coração no amor incondicional. Porém, meus sentimentos em relação à Nave são diferentes dos meus sentimentos em relação à Nova Terra. A Nova Terra parece algo que estamos criando juntos, enquanto que a Nave parece algo em que sempre estivemos.

A Nova Terra parece ser uma nova configuração da consciência de unidade e do amor incondicional. Por outro lado, a Nave é onde a consciência de unidade e do amor incondicional é normal. Quando nós, Arcturianos, ascendemos além de nosso útero planetário e partimos para os céus, a unidade e o amor tornaram-se a força motriz de nossa sociedade.

Ainda é um desafio para meu recipiente terreno, que teve incontáveis encarnações num planeta polarizado, manter o amor incondicional da consciência de unidade. Começarei por me lembrar de manter esse foco, e então os desafios da vida me desviam e eu me esqueço. Portanto, quando me aventuro para a Nova Terra, eu somente posso manter esse estado de consciência por um tempo até que algum estímulo externo me tire de meu centro.


Creio que a mesma coisa é verdadeira quanto ao retorno à Nave, mas sim, eu sei que tenho que praticar muito com o retorno à Nave. Creio que tenho praticado o retorno à Nave, ou feito de conta que estou na Nave pela maior parte da minha vida. Nunca acreditei que minhas experiências fossem reais, mas, pelo menos, eu as tinha. Ao contrário, eu somente soube sobre a Nova Terra em um período de tempo relativamente curto.

Eu sabia, ou tinha esperança que a Terra ascenderia, mas não tinha ideia do que isso significava. OK, chega de preparação. Estou calibrando minha mente para perceber a Nave ao meu redor. Estou imaginando que vejo o corredor, que é por onde eu normalmente começo e abro meu coração para a SENSAÇÃO da minha Nave Lar. Sim, aí está, a SENSAÇÃO de estar na Nave. Quando eu era criança, eu estava muito brava com eles por me abandonarem aqui. 

 Por outro lado, eu tinha, também, medo deles por causa de todos os filmes horríveis de alienígenas da década de 50. Agora eu sei que não fui abandonada. Eu escolhi estar aqui agora. De fato, eu escolhi voltar à Nave de um modo bastante público para que outros pudessem se lembrar de suas Naves e se lembrar da SENSAÇÃO de sua Nave. Tudo bem, chega de falar.

Eu estou lá ou aqui agora. Estou na Nave. Minha forma, que é muito parecida com meu recipiente terreno, ainda que em um formato de Corpo de Luz, está sozinha. Porém, eu posso ouvir toda a Nave dentro do meu coração me recepcionando por meu retorno, e eu posso ver Kepier, com meu olho interior, vindo me saudar. Lá está ele/ela, aproximando-se. Ele/ela me envolve num abraço terno e eu me dou conta de que sou tão pequena. Eu só chego até o peito dele. 



"Não, por favor, continue mais alto, é maravilhoso para mim me ver na sua linda forma."

"Suzille, que alegria recebê-la. Temos chamado-a tanto, pois Eu, você tem pensando muito em nós. Nós a vemos assistindo ao seu programa Voyager para fazer de conta que está conosco."

"Vocês conseguem ver o que eu estou fazendo?"

"Somente quando você nos dá permissão. Sabemos que você anda impaciente com o nosso retorno, mesmo aceitando o fato de que nosso sincronismo para aterrissagem deve estar dentro do AGORA perfeito. Além do mais, há muitas alterações que devem ser feitas em nossas naves até para serem visíveis em sua frequência, quanto mais para serem habitáveis para as terceira/quarta dimensões.
Estamos a decidir se é melhor alterar nossa nave ou somente assumir aqueles cuja frequência de ressonância os permite perceber-nos.

Então, é uma tarefa simples de bilocação."

 "É assim que estou aqui? Só vi uma Nave por poucas vezes, há muito, muito tempo atrás, e eu vi uma nave-nuvem muitos anos atrás - eu acho."

"Você 'acha' que pode ver nossa Nave, ou 'acha' que está aqui conosco porque você está em um estado mais alto de consciência. Ambas as vezes em que viu uma nave, você estava num estado muito alto de consciência. Você esteve numa longa folga na Natureza, então você pôde aterrar a imagem o suficiente para se lembrar de que havia visto. Também, desde que ficou de folga, não houve 'deveria' para baixar sua consciência e todo o seu tempo foi passado estando na natureza ou num empreendimento criativo.

Quando você está em um estado superior de consciência, você sabe que o que você pensa é real. Por outro lado, quando você está num estado inferior de consciência, sua programação tridimensional anula sua convicção de que você pode nos visitar. Seu pensamento tridimensional lhe diz que as coisas que não são físicas NÃO são reais. Porém, você está certa ao estar bilocada quando vem aqui.

Você sabe que está aqui conosco e você sabe que também está na Terra tridimensional. Você vê suas mãos digitando, você sente a cadeira embaixo de você e você ouve a música que está ouvindo. Você ESTÁ no seu recipiente terreno E você ESTÁ aqui na Nave." "Eu quero acreditar que isto é verdade. Quero mesmo. Mas, ainda existe esta parte minha que duvida." 

"Esta é a sua parte que ainda é governada pelas leis da separação, limitação e polaridade. Esta frequência de sua ressonância está lhe dizendo que é impossível você estar em dois lugares ao mesmo tempo. Além do mais, seu eu tridimensional acredita que o que você percebe com seus sentidos físicos é tudo que é real. 
Até mais do que limitante e separado do seu EU Multidimensional é o pensamento que lhe diz que é somente aquilo que você percebe fora de você que é real.

Portanto, visto que pensamentos e emoções estão dentro de você, eles não são reais, mas somente devaneios de sua mente e reações ao seu mundo exterior."

"Sim, é exatamente isto que nos dizem. Felizmente, isto está começando a mudar. Porém, eu tive muitas vidas de doutrinação tridimensional. E como se a doutrinação não fosse suficiente, também há as consequências que tantos de nós temos pagado quando compartilhamos nossas percepções interiores com os outros." 

"Nossa amada expressão em Terra, nós compartilhamos todos os segundos de sua realidade. Nós sabemos que o pensamento tridimensional não pode reconhecer suas experiências multidimensionais. É por isso que todos nós estamos lhe dizendo para integrar totalmente seu pensamento multidimensional. Então, quando pensarmos em você, o que é uma constante, você sentirá o estímulo e o apoio que nós, os membros desta Nave, lhe enviamos com cada e toda nossa respiração."

Keplier, muito obrigada por me dizer isso. Talvez eu tenha sido chamada para estar aqui para que você pudesse me dizer exatamente isso."

 "Você está certa. A razão de você sentir a necessidade de vir aqui foi porque nós temos enviado a você (você, significando TODAS as nossas expressões em Terra) nosso apoio unificado e amor incondicional. O poder de nossa mensagem finalmente encontrou seu caminho para seu coração, e então você dispensou um 'tempo' para focalizar sua atenção em nossa direção. Onde sua atenção está, você também está!" 

"Ah, Kepier, sinto que estou escorregando de novo, então quero lhe agradecer, obrigada, e...

" Estou de volta ao meu computador, sentindo meus dedos pressionando as teclas. Ouço o ruído das teclas e música próxima a mim. Sinto a cadeira e meus pés frios, lembrando-me de tomar um banho quente. Preciso me manter aterrada. Preciso permanecer neste corpo! Olho meu jardim pela janela e sinto o grande amor que tenho por Gaia. 

"Ficarei com você, Gaia. Não vou abandoná-la! Nós somos uma equipe, pessoa e planeta. Se eu posso ficar com você, você irá me recordar de Mim vivendo em sua expressão superior de planeta e de Mim orbitando sua mais alta atmosfera?" 

"Claro, minha HUMANA, este sempre foi o nosso acordo." 

Fonte: http://suzanneliephd.blogspot.com/ Tradução: SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/ Respeite os créditos
Enviar um comentário