29 junho 2015

32º Raio - O Portal da Colheita Final, está aberto! - 29/06/2015






Ato 8 - O 8º Raio Branco Cristal e a Conexão


Saudações da Luz!

A partir de hoje, dia 29/06/2015 inicia-se o processo do Despertar Planetário após o sucesso na abertura do Portal da Colheita Final através da ancoragem do 32º Raio em conexão com o 8º Raio, partindo do Logos Solar até o Coração de Gaia, formando um imenso Portal de Luz como uma Flor da Chama Trina em nosso planeta.

Pouco antes do meio dia, comitivas de seres divinos começaram a chegar formando círculos de Luz em torno do local onde seria feita a ancoragem do poderoso raio que ativaria o grande Portal que mudaria a face deste mundo e também da  nossa humanidade. Tudo seguia os protocolos já estabelecidos para este Ato 8.

Os 8 Arcanjos que haviam chegado na noite anterior estavam a postos sobre as 8 Pontas das Pétalas formando uma geometria estelar de magnífica beleza. Toda a região em volta estava coberta por uma imensa cúpula de cristal translúcida, radiante, cujo esplendor ofuscava as vistas. O céu, coberto de naves, de todas as dimensões e tamanhos.

No exato momento do Aqui e Agora, uma voz soou:

- "Comecem!"

Naquele momento sabíamos que todas as Águias convocadas e prontas para este serviço estavam iniciando a Grande Invocação. Imediatamente, o silêncio foi quebrado pela entoação desta Oração Universal, e conforme era recitada, os versos percorriam o espaço diante dos olhos formando labaredas de fogo, girando como vórtices de Luz.

O tempo parecia ter parado no não-tempo.

Conforme cada um dos 3 níveis da recitação eram feitas, feixes de Luz salmão dourado vindas do céu ia sendo precipitado para o centro da Flor da Chama Trina até atingir o solo, espalhando fagulhas em todas as direções, mas continuando a penetrar a terra, descendo e precipitando cada vez mais para o fundo. Ao tocar o Coração de Cristal de Gaia, foi um banho de Luz.

Ao selar a Grande Invocação com o Decreto da Humanidade, uma intensa Luz Branca explodiu como uma bolha de sabão, igual um estouro de champanhe, inundando todo o ambiente. A Conexão foi feita. E tudo explodiu como fogos de artifícios. Pareciam milhares de centelhas cintilantes como pequenos sóis espalhando-se no céu.

O fluxo de Luz Salmão Dourado intensificou-se, alargou-se.. descia como uma cascata de Luz. Passava pelo centro da Flor da Chama Trina e explodia em Luz pelo centro da Terra. Os seres iluminados, comemoravam. Pequenos seres elementais pulavam e saltitavam em êxtase. Alegrias e sorrisos se misturavam em abraços reluzentes, como círculos de Luz.

Contemplar este espetáculo foi algo transcendental, único, ímpar. Não há como descrever em palavras cada emoção sentida no nível da alma, da consciência lúcida e expandida naquele instante. Apenas uma frase ainda ecoava intensamente na minha cabeça: "O que ligares na Terra será ligado no Céu!". E a mesma voz no final, disse: Está consumado!

E o Ritual do 32º Raio foi concluído plenamente momentos depois desta consagração.

Agora, o tempo que havia sido condicionado no espaço do "Não Tempo" volta a percorrer o seu próprio caminho. Um ponto interrompido que ficou "estacionado" é religado e toma o seu percurso original. E o que estava "escrito" deve ser manifestado em pleno estado de realização. O Juízo Final e a Colheita entra na cena da Humanidade enquanto a Nave Terra percorre sua subida pela Rampa.

O Despertar Planetário é demarcado por várias escalas nesta viagem pela Rampa, onde a cada parada haverá o desembarque daqueles que decidiram deixar a Nave Terra e escolheram outras rotas em sua viagem estelar. Esta será a Colheita. Serão levados para outros campos de experiências conforme suas vibrações e afinidades. Para cada direção é um caminho sem volta. As portas serão fechadas no final da viagem cósmica.

Enquanto o querido Mestre passava instruções para o meu complemento, aproveitei para apreciar aquele quadro celestial bem diante de mim. Flutuei até a órbita da Terra e fiquei maravilhado com o que via. O facho de Luz numa simetria inundada por feixes radiantes no centro em cor salmão tipo néon fluorescente pulsando com dourado, descia como se estivesse passando por um túnel espiralado vindo da direção do Sol.

Senti as presenças de Hélios e Vesta e me lembrei do encontro que tive anos atrás com estas duas entidades, numa visita que fiz neste centro do nosso Sistema Solar e onde conheci uma das mais incríveis civilizações da nossa Galáxia. Jamais esquecerei os momentos divinos vivenciado lá e das instruções que cada uma dessas Forças que representam o Logos Solar, me presentearam em conhecimento e sabedoria.

Minutos depois, sou trazido de volta ao meu corpo e na minha consciência física. Estava também extasiado. Olhei para a Céliah e ela estava transfigurada numa radiante Luz. A Deusa dela estava ao seu lado e com um sorriso Ela me cumprimentou. Reverenciei-a.

Terminamos a Cerimônia do Ritual do 32º Raio, fechando o serviço da Luz e do Ato 8.

Logo depois estávamos comemorando com as queridas Águias estes momentos mágicos.

O que resultou neste sucesso total do Ato 8 foi a estratégia montada desde o seu início, quando decidimos pelas mudanças necessárias após uma série de ataques contra o propósito da Missão Paz na Terra. Sabíamos que o Ato 8 também seria alvo de sabotagem da mesma forma como tentaram fazer com o Ato 7. O uso da magia negra e do conhecimento sobre os símbolos sagrados para colocar um bloqueio sobre o evento deste Ato ocorrido hoje.

Da mesma forma que tentaram aprisionar a egrégora do Ato 7 dentro de uma cápsula e blindar a sua energia sobrepondo um disco para bloqueio total, tentariam o mesmo método com a egrégora do Ato 8. E fizeram isso de forma aberta e agressiva. Nem tiveram a sutileza de esconderem a intenção e nem da autoria que ficou bem evidente neste ataque destruidor. E quem percebeu de imediato, viu a marca reptiliana totalmente explícita na imagem que sobrepuseram sobre a nossa do Ato 8 e começaram a ser compartilhada por muitos Trabalhadores da Luz.

Bastam contemplar agora, a imagem do Ato 8 em azul turquesa com outra que foi acoplada acima e pesquisem quem criou aquela imagem que parecia inocente, mas trazia a imagem de dois reptilianos e também de elementos que procuraram confundir os incautos, não a nós. Revelaram-se.

Já havia descoberto o erro sobre o 8º Raio que na verdade é o Branco Cristal, visão que sempre tive, mas para não atrapalhar os planos engendrados para a nossa destruição, deixamos que os trabalhos de magia negra e o uso de símbolos negros prosseguissem enquanto já tínhamos a nova imagem do Ato 8 pronta para o lançamento, que somente foi autorizada a sua divulgação, 6 horas antes do evento, para evitar que dessem tempo de intervir neste trabalho, feito com Amor.

O uso do raio azul turquesa é um desvio do raio original feito para uso negativo e aprisionamento de egrégoras. Foi alterado para fins de manipulação energética. Futuramente em nosso encontros de estudos, estaremos esclarecendo a realidade sobre a manipulação dos raios divinos, não pela Fraternidade Negra e sim, pela entidades reptilianas negativas que inclusive, investiram sobre nós até altas horas da noite, em combates ferozes.

Quem ainda se ilude que foram as Trevas que crucificaram o querido Mestre no passado enganam-se. Foram os reptilianos. Manipularam a massa humana que de um dia para o outro, transformaram-se em turba de animais. Bastam lembrar que num domingo Ele foi aclamado e na sexta já estava crucificado, caracterizando o desvio de conduta moral para atitudes jamais imaginada e digna de um entidade do reino humano. Essa que denomino de 3ª Força é que são os inimigos mortais da Bandeira Crística. Já demonstraram isso no passado, como agora se expõem abertamente contra a MPT.

As atitudes agressivas, desequilibradas, marcadas por intensa conotação de exposição de ego inferior e que buscam manipular mentes e corações contra um determinado ponto que sustenta a Bandeira Crística, já é caso de reflexão e análise. Por isso, os alertas que venho passando para todos os Trabalhadores da Luz independente de quem sejam: usem o discernimento. Enquanto, focam suas atenções e ataques contra a Missão Paz na Terra, nós as Águias, prosseguimos em nossa missão, em Paz.

Desde o Ato 1, fomos alvos de ataques de determinados grupos ou líderes de Trabalhadores da Luz, mas não de todos. Pois somos centenas e milhares de núcleos espalhados por todo o planeta e apenas 4 decidiram nos tornar alvos de suas frustrações e decepções, já que a verdade está vindo a tona e tentam desesperadamente manter oculto a manipulação que fazem em seus grupos de trabalhos, perdendo a compostura, a dignidade e a cortesia que deveria nortear todas as relações entre irmãos e irmãs da Luz.

Esqueceram o respeito e a educação. Para quem os conheciam, assustam pelas mudanças e quedas de máscaras que se tornam evidentes. Não há mais coerência no que ensinam e no ato que estão praticando. Ficaram prisioneiros em suas próprias armadilhas. O medo. Espalham ondas negativas de separação jogando uns contra outros. Não se importando com os danos e sim com seus objetivos até insanos. Facilmente se identifica a raiva, a ira, a vingança. Usam inocentes para seus fins, não importando os meios. As vítimas crescem a cada dia.

Como Águias, apenas observamos, e acompanhamos. Sabemos o final desta história. A mentira tem perna curta e dura apenas enquanto a ilusão permanece, e toda esta armação, intriga e manipulação ruirá como um castelo de cartas ocasionando um efeito dominó jamais visto dentro dos núcleos dos Trabalhadores da Luz. Subestimaram os próprios membros. Um Trabalhador da Luz é capaz de acordar num instante e despertar no passo seguinte. Tudo é uma questão de tempo.

Todos os Anjos de Luz carregam a Verdade dentro de si mesmo e uma vez em liberdade, saberão.

O Ato 8 vai ocasionar o Despertar Planetário e isso é de uma seriedade fundamental e não deve ser desprezado. Acontecerá. Em breve vários eventos programados no palco do mundo começarão a se tornar realidade. Estejam tão certos disto como o dia surge após uma longa noite. Há muito tempo estamos falando disto e alertando para estes momentos finais da Humanidade.

O tempo é agora. Preparem-se!

Somente com a aplicação destes 8 Atos, muita separação do joio ocorreu e continuará ainda. Agora será para valer. Ou é ou não é. É sim ou não. É esquerda ou direita. É Sombra ou Luz. Não existirá espaço para omissão. E nem para escolhas. Só há tempo para decisão, nada mais. É pegar ou largar.

O tempo da infância já se foi. Cresceram como crescem as flores dos campos. Deixaram de ser botões. É o momento de contemplar o sol ou suas próprias sombras.

Vibrem Amor pelo coração e não a emoção do amor terreno que reside no plexo solar. Esta foi a maior revelação feita num dos Atos. Cabe a cada um refletir sobre isso. O plexo solar é por onde a sombra vivencia suas experiências na Terra. Pelo coração sagrado, os anjos de Luz manifestam sua grandeza no Amor Divino. As evidências afloram nos aspectos negativos do ego inferior tão em destaque ultimamente em alguns núcleos de Trabalhadores da Luz. Percebam isso!

O Ser Amor, meta do Ato 8 é isso: Amar.

O que se vê ou percebe de forma que contraria esta onda de Amor, não é da Luz. Isto é também tão certo quando a Terra gira em torno do Sol. Quem tem olhos para ver, veja. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. Nada é preciso ser dito. Cada consciência deve ser livre e ter seu próprio discernimento.

Registrem em suas memórias: o Amor une e o Medo separa.

A Paz jamais ressoará com a energia do Medo, por isso há tanta resistência em alguns núcleos de Trabalhadores da Luz. O Caminho Correto, um dos ensinamento de Buda é esclarecedor e iluminará as mentes e corações ainda em conflitos.

Sejam como as Águias que voam livres pelo céu. A conduta do guerreiro é clara e simples: ser Amor.

Lembrem-se corações. Não estamos mais em guerra. Se desejam alimentar isso em nós, a perda do tempo será fato. Não reagimos mais. Para nós, a última missão que nos foi reservada está focada no Plano Divino na Terra. É para este foco que nossas atenções estão voltadas. E não para brigas de egos.

Em Amor e Luz,
Paz na Terra!
Shima e Céliah.

(*) Sobre o tema relacionado ao 32º Raio será explanado em um dos nossos próximos estudos.  Este relaciona-se à nossa Mônada da qual as Águias se originam.

(**) 32º Raio - Desenvolve: Ativação direta dos Portais estelares 11:11 e 12:12, este raio ajuda no resgate planetário e consciencial, separando o Joio do Trigo, nos planos espirituais, mentais, emocionais e psíquicos. Raio diretamente ligado a tutela dos Templo dos 22 raios e dos Mestres Ascensionados e Confederação Intergaláctica.

(***) Fica aqui registrado também que neste dia, numa ação sem precedentes a Céliah fez um resgate quase impossível de um irmão da Luz, aprisionando uma criatura negativa que se alojava em seu ser. O efeito disso virá com o tempo, assim como a Verdade que deverá prevalecer.



28 junho 2015

Para os Trabalhadores da Luz - Joio e Trigo - 28/06/2015




Joio e Trigo

- Os servos lhe perguntaram: Queres que vamos e arranquemos o joio? Não! Replicou ele, para que, ao separar o joio, não arranqueis também com ele o trigo. Deixai-os crescer juntos até à colheita, e, no tempo da colheita, direi aos ceifeiros: ajuntai primeiro o joio, atai-o em feixes para ser queimado; mas o trigo, recolhei-o no meu celeiro. – Mateus 13:28-30

O CÓDIGO DE CONDUTA DO SAMURAI

É importante na arte do Servir que se desenvolva uma conduta séria, honesta, transparente, digna e honrosa. Mesmo que em várias situações se depare com desvios de conduta, um servidor da Luz jamais pode se calar ou se omitir, já que é responsável pela guarda e prática da cosmoética universal. Por isso, um servidor é também um guardião da Luz.

Chegamos à época tão aguardada, a Grande Colheita, e para isso os Trabalhadores da Luz foram chamados, convocados e alistados. Vamos para os campos onde os Lírios afloraram e se espalham pelas colinas e planícies. Mesmo neste mar que cobre a vista como um manto multicor há muitas ervas daninhas para retirar. Há que separar o joio.

A atitude neste momento em que se olha o campo adiante é a de um guerreiro, pois encontra diante de si mesmo, um imenso espaço onde o mal também proliferou. Deverá usar a espada para separar a verdade da mentira. E para isso deverá ter a atitude firme e inabalável para colocar a ordem na Casa e ser incorruptível em todos os sentidos.

Isso atrairá a ira e a cólera para cima daquele que deverá trazer a Luz para iluminar a ignorância e as sombras. Os frutos dos atos deverão ser pesados na balança da consciência. A imparcialidade da Justiça será notável nesta época. É certo ou errado. É preto ou branco. Não haverá meio termo, não haverá muro para sentar. A omissão será o "pecado". É sim ou não.

A deslealdade e a traição com os valores da Luz será a tônica a ser evidenciada, por ser a mesmas atitudes que ocasionou a usurpação do Trono Divino do Pai na Terra, há milhares de anos. Agora é o acerto de contas e há que estar diante do Tribunal Cósmico. Observem estes dois aspectos em tudo o que vier em forma de julgamento nesta época da Colheita.

A separação do joio e do trigo, será rigorosa e infalível. A Lei do Retorno será aplicada àqueles que infringiram a Lei Divina da Ordem e da Cosmoética. Iludir as consciências humanas poderá ser fácil enquanto ainda estamos neste início do processo do Juízo Final. Mas, bastará olhar em volta e perceber que as atitudes negativas virão com maior intensidade para impedir que suas sombras sejam expostas.

Por isso, corações, usem do discernimento, análise e percepção. A voz do Coração saberá dizer onde um desvio de conduta ocorre e como atuar com nessa situação. Aceitar o mal é compartilhar com atitudes nefastas e nocivas à raça humana. Manter uma conduta correta nas relações humanas é o dever de um guerreiro da Luz e trabalhar para que a Luz se expanda é o código de um servidor da Luz.

Coragem, confiança e fé.

Façam tudo com Amor.

Paz na Terra!
Shima.



OS SETE PRINCÍPIOS DO BUSHIDO

O Bushido (武士道) ou “Caminho do Guerreiro” é uma espécie de código de conduta que era levada muito a sério pelos samurais. Trata-se de regras baseadas em princípios morais na qual o guerreiro samurai tinha o dever de segui-las a todo custo, não só no campo de batalha como também em sua vida diária.

Embora a maioria dos samurais seguisse o Código de Conduta Bushido, havia aqueles que não respeitavam os princípios básicos e com isso traziam desonra e má reputação sobre ele e sua família. Um samurai sem honra era uma coisa imperdoável e a única forma de lavar a sua honra era através do Harakiri/Seppuku (Ritual de Suicídio).

O Código de Conduta Bushido foi formado e influenciado pelos conceitos do Budismo, Xintoísmo e Confucionismo. E o mais interessante é que apesar desse conceito ser muito antigo, ele ainda é válido para os dias de hoje e pode ser útil para todas as pessoas do planeta. Incorporando esses princípios no nosso dia a dia, podemos nos tornar com certeza “seres humanos” melhores! 

Conheça os 7 Princípios do Bushido

1. 義 Gi – Justiça, Retidão e Honestidade
Seja honesto em todas as suas relações. Acredite na Justiça, não a que é dada pelos outros, e sim na sua própria justiça. Para um autêntico samurai não existem tons de cinza em relação à honestidade e justiça. Só existe o certo e o errado. E pra ser justo é necessário fazer o julgamento correto em relação à tudo em sua vida.

2. 勇 Yuu – Coragem, Bravura heroica
Um samurai deve ter coragem heroica. Viver é arriscado e perigoso e esconder-se como uma tartaruga se esconde em sua concha não é a maneira mais adequada de viver. Devemos aprender a viver a vida ao máximo, intensamente. Substitua o medo pelo respeito e cautela. A coragem heroica não é cega, ela é inteligente e forte.

3. 仁 Jin – Compaixão, Benevolência
Através de um treinamento intenso o samurai torna-se rápido e forte, porém ele usa essas habilidades para fazer o bem para as pessoas e tem compaixão por elas. Amor, amizade, solidariedade e nobreza de sentimentos são considerados como os maiores atributos da alma. Ajude seus colegas em todas as oportunidades que houver.

4. 礼 Rei – Respeito, Polidez e Cortesia
O Samurai não tem nenhuma razão para ser cruel. Não há necessidade de provar a sua força. Um samurai é cortês até mesmo para com os seus inimigos. Se não fosse assim, ele não seria melhor do que qualquer animal. Um samurai é respeitado não só por sua coragem, mas também pela forma como eles tratam os outros.

5. 诚 Makoto – Honestidade, sinceridade absoluta
Mentir é um ato considerado covarde e desonroso e portanto quando um samurai diz que vai fazer tal coisa, é como se ele já tivesse feito. Nada no mundo conseguirá impedi-lo de concretizar o que disse. Um samurai não precisa dar a sua palavra e nem precisa prometer nada. Quando um samurai fala, é porque ele vai agir.

6. 名誉 Meiyo – Honra, Glória
O verdadeiro samurai só tem um juiz de sua honra, e este juiz é ele mesmo. As escolhas que você faz e como você trabalha para obtê-las são um reflexo de quem você realmente é. Você não pode se esconder de si mesmo. Muitas das nossas decisões são influenciadas pelos outros, o que nos faz parecer hipócritas.

Dizemos muitas vezes o que os outros querem que digamos, vemos o que os outros querem que vejamos. Ouvimos o que os outros querem que ouçamos. O valor da nossa dignidade pessoal está implícito na palavra honra. “Desonra é como uma cicatriz em uma árvore que o tempo, em vez de curar, só ajuda a aumentar.”

7. 忠 Chuu – Dever e Lealdade
Um samurai é extremamente leal àqueles que estão sob seus cuidados. Por quem ele é responsável, ele permanece fiel. Suas palavras e suas ações pertencem à você, assim como todas as consequências que se seguem a partir delas. “A palavra de um homem deve ser como sua impressão digital: Você deve levá-la aonde quer que vá”.

“Seguir o Bushido é dar ênfase à lealdade, fidelidade, coragem, justiça, educação, humildade, compaixão, honra e acima de tudo, viver e morrer com dignidade”. Quando aplicamos esses princípios em nossa vida conseguimos melhorar nosso potencial humano. Pra finalizar, uma frase do samurai Miyamoto Musashi:

“A vida de alguém é limitada, porém a honra e o respeito duram para sempre”.

(*) O nome "samurai" (侍) significa, em japonês, "aquele que serve".

(**) Fonte: Japão em Foco

Parábola do Joio e do Trigo






SUMÁRIO: 
1. Introdução. 
2. O Texto Bíblico. 
3. A Semente e o Campo. 
4. Vigilância. 
5. Deixar o Joio Crescer junto com o Trigo. 
6. Explicação da Parábola (por Mateus) sob a Ótica Espírita. 
7. A Influência Espiritual. 
8. Conclusão. 
9. Bibliografia Consultada.

1. INTRODUÇÃO

O objetivo deste estudo é, com o auxílio da literatura espírita, ampliar a nossa capacidade de interpretar o texto desta parábola, influenciada pelo simbolismo e interposição da dogmática católica.

2. O TEXTO BÍBLICO

"Propôs-lhe outra parábola, dizendo: o reino dos céus é semelhante ao homem que semeia boa semente no seu campo; mas, dormindo os homens, veio o seu inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. E quando a erva cresceu e frutificou, apareceu também o joio. E os servos do pai de família, indo ter com ele, disseram-lhe: Senhor, não semeaste tu no teu campo boa semente? Por que tem então joio?

E ele lhes disse: um inimigo é quem fez isso. E os servos disseram: queres pois que vamos arrancá-lo?

Porém ele lhe disse: Não; para que ao colher o joio não arranques também o trigo com ele.

Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: colhei primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; mas o trigo ajuntai-o no meu celeiro". (Mateus, 13, 24 a 30)

Explicação da Parábola do Joio

"Então, tendo despedido a multidão, foi Jesus para casa. E chegaram ao pé dele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio no campo.

E ele, respondendo, disse-lhes: o que semeia a boa semente é o filho do homem;

O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno;

O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos.

Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.

Mandará o filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniquidade. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes.

Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça". (Mateus, 13, 36 a 43)

3. A SEMENTE E O CAMPO

Jesus utilizava-se de uma figura material conhecida para despertar algum conhecimento de ordem moral. O campo mencionado é a Humanidade. O semeador terá de arrotear o campo para que a semente possa frutificar, ou seja, deverá em primeiro lugar preparar coração daquele que depois irá ouvir a palavra divina. O Espírito Irmão X, em Boa nova, oferece-nos alguns subsídios para um melhor entendimento. Ele diz: "O discípulo da Boa Nova tem de servir a Deus, servindo à sua obra neste mundo. Ele sabe que se acha a laborar com muito esforço num grande campo, propriedade do Pai, que o observa com carinho e atenta com amor nos seus trabalhos. Imaginemos que esse campo estivesse cheio de inimigos: por toda a parte, vermes asquerosos, víboras peçonhentas, tratos de terra improdutiva. É certo que as forças destruidoras reclamarão a indiferença e a submissão do filho de Deus; mas o filho de coração fiel a seu Pai se lança ao trabalho com perseverança e boa-vontade. Entrará em luta silenciosa com o meio, sofrer-lhe-á os tormentos com heroísmo espiritual, por amor do reino que traz no coração plantará uma flor onde haja espinho, abrirá uma senda, embora estreita, onde estejam em confusão os parasitos da Terra; cavará pacientemente, buscando as entranhas do solo, para que surja uma gota d'água onde queime um deserto". (Xavier, 1977, p. 47)

Emmanuel, em Fonte Viva, tece alguns comentários sobre a noção de campo. Ele nos diz: "Transferindo a imagem para o solo do Espírito, em que tantos imperativos de renovação convidam os obreiros da boa vontade à santificante lavoura da elevação, somos levados a reconhecer que o servidor do Evangelho é compelido a sair de si próprio, a fim de beneficiar corações alheios.

É necessário desintegrar o velho cárcere do "ponto de vista" para nos devotarmos ao serviço do próximo.

Aprendendo a ciência de nos retirarmos da escura cadeia do "eu", excursionaremos através do grande continente denominado "interesse geral". E, na infinita extensão dele, encontraremos a "terra das almas", sufocada de espinheiros, ralada de pobreza, revestida de pedras ou intoxicada de pântanos, oferecendo-nos a divina oportunidade de agir a benefício de todos". (Xavier, cap. 64, s.d.p.)

4. VIGILÂNCIA

Diz a parábola que dormindo os homens, o inimigo se apodera do campo. Aqui é um chamamento à vigilância. E precisamos dela em todos os instantes de nossa vida. É pelo descuido do lavrador que a colheita se perde, é pelo descuido do professor que o aluno se torna ocioso, é pelo descuido da educação que os delinquentes juvenis surgem. Assim, para que o bem se conserve e se dilate haverá necessidade de esforço constante.

"É verdade indiscutível que marchamos todos para a fraternidade universal, para a realização concreta dos ensinamentos cristãos; todavia, enquanto não atingirmos a época em que o Evangelho se materializará na Terra, não será justo entregar ao mal, à desordem ou à perturbação a parte de serviço que nos compete.

Para defender-se de intempéries, de rigores climáticos, o homem edificou o lar e vestiu-se, convenientemente. Semelhante lei de preservação vigora em toda esfera de trabalho do mundo. E no serviço de construção cristã do mundo futuro, é indispensável vigiar o campo que nos compete.

O apostolado é de Jesus; a obra pertence-lhe. Ele virá, no momento oportuno, a todos os departamentos de serviço, orientando as particularidades do ministério de purificação e sublimação da vida, contudo, ninguém se esqueça de que o Senhor não prescinde da colaboração de sentinelas". (Xavier, 1972, cap. 132)

Consultar também o capítulo 21, do livro Boa Nova, psicografado por F. C. Xavier.

5. DEIXAR O JOIO CRESCER JUNTO COM O TRIGO

"Quando Jesus recomendou o crescimento simultâneo do joio e do trigo, não quis senão demonstrar a sublime tolerância celeste, no quadro das experiências da vida.

O Mestre nunca subtraiu as oportunidades de crescimento e santificação do homem e, nesse sentido, o próprio mal, oriundo das paixões menos dignas, é pacientemente examinado por seu infinito amor, sem ser destruído de pronto.

Importa considerar, portanto, que o joio não cresce por relaxamento do Lavrador Divino, mas sim porque o otimismo do Celeste Semeador nunca perde a esperança na vitória final do bem...

O joio surge ameaçando o serviço...

... Jesus, porém, manda aplicar processos defensivos com base na iluminação e na misericórdia. O tempo e a bênção do Senhor agem devagarzinho e os propósitos inferiores se transubstanciam.

O homem comum ainda não dispõe de visão adequada para identificar a obra renovadora. Muitas plantas espinhosas ou estéreis são modificadas em sua natureza essencial pelos filtros amorosos do Administrador da Seara, que usa afeições novas, situações diferentes, estímulos inesperados ou responsabilidades ternas que falem ao coração; entretanto, se chega a época da ceifa, depois do tempo de expectativa e observação, faz-se então necessária a eliminação do joio em molhos...

... E, em vista do joio ser atado, aos molhos, uma dor nunca vem sozinha..." (Xavier, 1972, cap. 107)

6. EXPLICAÇÃO DA PARÁBOLA (POR MATEUS) SOB A ÓTICA ESPÍRITA

Na explicação da parábola, o apóstolo Mateus usa as palavras "Anjo", "diabo", "fornalha de fogo" e "ranger de dentes". São termos da teologia dogmática que precisam ser reexaminados sob o ângulo do Espiritismo. Na dogmática católica há alusão ao Céu, ao Inferno e ao Purgatório. Estes termos, de acordo com o Espiritismo, não são lugares circunscritos, uma região fixa no Espaço, mas estados da alma. Nesse sentido, toda e qualquer situação em que nos encontramos podemos estar no céu ou no inferno, pois depende de nossa percepção interior daquilo que se nos apresenta.

Para mais informações, consultar o livro Céu e Inferno, de Allan Kardec.

7. A INFLUÊNCIA ESPIRITUAL

A predominância do maligno faz-nos refletir sobre a influência espiritual de que somos partícipes. Assim:

Vingança, desespero, paixões e desânimo são algumas das causas da fixação mental. Nosso cérebro funciona à semelhança de um dínamo. Dado o primeiro estímulo, interno ou externo, o que passa a contar é a manutenção de nosso pensamento num mesmo teor de idéia. Quanto mais tempo permanecermos num assunto, mais as imagens do tema se cristalizarão em nosso halo mental.

O fenômeno da sugestão mental é oportuno. Emitindo uma ideia, passamos a refletir as que se lhe assemelha. Nesse sentido, somos herdeiros dos reflexos de nossas experiências anteriores, porém, com a capacidade de alterar-lhe a direção. Acionando a alavanca da vontade, poderemos traçar novos rumos para a libertação de nosso espírito.

8. CONCLUSÃO

Vigilância e oração atenuam as investidas do maligno. Através delas, pomo-nos em sintonia conosco mesmos, tornando-nos cada dia mais auto-conscientes. Percebendo claramente nossas reações do cotidiano, criamos condições para arrancar o joio sem prejudicar a colheita do trigo.

9. BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

XAVIER, F. C. Boa Nova, pelo Espírito Humberto de Campos. 11. ed., Rio de Janeiro, FEB, 1977.

XAVIER, F. C. Vinha de Luz, pelo Espírito Emmanuel. 3. ed., Rio de Janeiro, FEB, 1972.

XAVIER, F. C. Fonte Viva, pelo Espírito Emmanuel. Rio de Janeiro, FEB, s.d.p.

São Paulo, abril de 2000


Sérgio Biagi Gregório

25 junho 2015

O ATO 8 - Ser Amor - A Porta do Despertar - 24/06/2015




“Mantenham a paz interna e a atitude correta. A prática diária em Ser Amor é constante e não apenas para um instante ou para demonstrar que é diante de outros. Ser é a questão!” (Shima)

Um dos propósitos estabelecidos na Missão Paz na Terra é o Despertar das Consciências, e neste dia 29/06 estaremos focando a força do Amor para esta meta.

O que ocorre quando uma consciência alcança o seu despertar?

Simplesmente, torna-se livre.

Não precisa mais ser tutelada, pois aprende a caminhar por si mesma ao lado do único mestre que deve ouvir e seguir: o Eu superior. Este é o passo que antecede um processo de ascensão em seu estágio final.

É por isso que muitos Trabalhadores da Luz são desviados, pois se conseguirem se libertar do jugo ou da influência de terceiros, estes que mantinham o domínio e a submissão perdem suas "fontes" de benefícios - financeiros ou egocêntricos - e com certeza, farão de tudo para destruir aquela Luz que terminará com o seu "reinado.

A verdade que chega, trás uma força poderosa que uma vez aceita e praticada, tornará este Trabalhador da Luz independente do uso de métodos e práticas que mais escravizam e viciam. Por isso é nocivo. Muitos não atentam para estes detalhes. E ainda por comodismo, preferem pagar para terem uma "liberdade" ilusória, pois esta atitude somente estende mais o campo de prisão e precisará recomeçar em outra existência do ponto onde houve este desvio.

Por isso foi dito que não há "salvador" e nem "milagres.

Caberá a cada um, o esforço próprio. O trabalho deve ser feito de forma individual dentro da escola da vida. Não existe nada além daquilo que exige algo de si mesmo, por isso se chama "Trabalhador", já que é isso que deve fazer: trabalhar.

A preguiça é um "câncer". Impede o "trabalho" do estudo e da leitura profunda e, principalmente, "cansa" a mente para uma reflexão sadia. Por causa disso o discernimento fica comprometido, devido ao hábito negativo de apenas "sugar" as respostas prontas. O ato de pensar, nem pensar! É cansativo.

Podemos afirmar que a maioria - assustadora - dos Trabalhadores da Luz optaram pelo caminho da "esponja", onde sugam tudo o que "tocam" e se desesperam se não houver o conteúdo pronto para o consumo, para se "alimentar". Quer tudo pronto. E percebam como tem tantos que se aproveitam desta situação e oferecem de tudo como se fosse "um prato" pronto para a satisfação do "cliente".

A Ordem Divina foi invertida neste caso, por isso tantas desilusões e insatisfações. Esqueceram da "arte" de co-criar. Copiam tudo. Pegam textos prontos, já mastigados. Nem ao menos se dão ao prazer de "digerir" e "absorver" a essência e sabor contido num alimento que muitas vezes é oferecido como presente.

Todo alimento divino é colhido nos campos sagrados, e o divino ensina a crescer, expandir e doar-se. É eterno.

As "cópias piratas" não. Perdem sua validade tão rápida como chegam. Precisam estar constantemente sendo "reproduzidas" e "copiadas" e não oferecem a "garantia" da qualidade. Duram pouco.

O exercício da contemplação evitaria muitos enganos e desenganos. É fácil "visualizar" ou "perceber" o falso do verdadeiro. Pelo coração e pelo discernimento, alcança-se a sabedoria do conhecimento. O bom "consumidor" reconhece o "bom" produto, enquanto outros pegam apenas o "popular" sem ater-se pelo conteúdo. Adora a embalagem.

Vamos juntos, corações, trabalhar realmente a nossa consciência e criar as condições para o seu despertar e sua expansão. Os anjos estelares vieram à Terra para vencerem a sombra e não se encantar com a sua escuridão. E nessa vitória, serem livres como as águias.

ALERTA PARA O ATO 8

Peço o carinho na compreensão de todas as Águias para este momento decisivo, antes do ATO 8 que será algo de muita grandiosidade para o planeta Terra, como para a humanidade em si. O fato de terem atacado o Ato 7 sem sucesso, demonstrou o potencial de perigo para o próximo Ato na semana que vem.

Então, estamos tomando providências para evitar a repetição do caso de sábado. O uso de magias com propósito de destruição não é uma atitude de pessoas que se dizem da Luz, ainda mais interferirem em trabalhos de outro grupo numa ação de infiltração direta e sem escrúpulos e ainda por cima, sendo pessoas que eram consideradas respeitáveis, que nem mesmo em seu próprio grupo permite o que fez.

O mau exemplo demonstra que a questão de "ego" ainda causa desvios de condutas que não são condizentes com o sentimento de Amor e Luz dentro do núcleo de Trabalhadores. Por isso, corações, há a necessidade de se proteger a Missão Paz na Terra destas investidas, e somam-se agora, numa declaração aberta cerca de 4 núcleos bem conhecidos de Trabalhadores da Luz, que tomaram posições contrárias ao nosso propósito de estabelecer a Paz no mundo!

A reação viria como anunciamos. Bastam o uso do discernimento e entenderão o porque isso está acontecendo. Falamos muito sobre a queda do véu ilusório e das máscaras. E que o choque seria intenso. Muitos teriam a sensação de perder o chão. E isso tem ocorrido.

Não se deixem enganar pela forma como andam tentando difamar o meu nome ou o trabalho que faço. Se dúvidas surgirem, busquem a leitura dos meus 10 anos de trabalhos onde apenas publico minhas vivências pessoais no campo da espiritualidade e percebam que a minha linguagem e os conteúdos seguem sempre a mesma linha de pensamento e esclarecimentos.

O que vem sendo revelado ultimamente, não é novidade pois já vinha sendo dito há anos. E até esta reação negativa intensa e destruidora sobre a minha pessoa seriam promovidas em atos desesperados. Tiveram a ousadia de entrarem neste perfil, por estarem adicionados como amigos e fazerem o que fizeram no último sábado, de forma aberta a tentativa de destruir um trabalho feito com Amor.

Nem se deram ao sentimento de educação de respeitar meus amigos e leitores neste perfil. E, mesmo sendo tratados como visitas, ainda assim tentaram me difamar diante de todos aqui. Mantive a minha postura de conduta ética como é a norma japonesa, mas não permito que um mal se alastre sem que um alerta seja feito. As mensagens ofensivas tem chegado de forma vulgar via in box e em caixas de mensagens. Respondi a todos dentro do que considero justo e chamei a atenção quando isso foi necessário.

Não é a toa que venho divulgando a Conduta do Guerreiro do Código Bushido. Evitariam ações desastradas e de maus exemplos. Não é essa a intenção e nem o propósito de pessoas que se dizem trabalhar para a Luz. Expor de forma negativa contra irmãos ou irmãs, sem esclarecer suas razões pessoais torna-se dúbias as ações desencadeadas, pois quando se fala abertamente contra o Shima, que se exponham também suas intenções ocultas que tem contra ele. Somente isso, traria revelações surpreendentes.

Apenas uma simples leitura no que é dito, como é dito e porque dito, já revela o potencial energético contido em cada palavra proferida, se é para alertar ou acusar... ou se é para construir ou destruir. Se temos noção e ciência de que a ação amorosa unifica, então porque toda uma campanha para causar a desunião e a separatividade que tem sido o resultado final disto tudo? De onde começou tudo isso? Do Shima é que não foi.

O mais importante e visível deve ser a liberdade sim, mas usada de forma incondicional com respeito mútuo. O que tenho deixado bem claro a todo o momento, e em todas as situações que ocorreram que não foi diferente do que tem acontecido aqui, relaciona-se a casos de intrigas e deslealdade que ficou muito evidente, algo que não aceito e não tolero. Não invado espaços pessoais para agredir ou ofender ninguém em público. Isto é uma atitude infantil e demonstra falta de maturidade espiritual. Sou enérgico sim, quando uma conduta desta ocorre num meio onde a nossa convivência é baseada e sustentada no Amor Divino e as amizades fluem e confluem por todos estes canais de relacionamentos. 

Os nossos textos além de serem compartilhados, são postados em nossas próprias páginas de divulgação, justamente para não causar conflitos. Agora, corações, percebam um fato significativo e estonteante que foi mencionado várias vezes nestes últimos três anos e se relaciona à virada da noite para o dia de comportamento e condutas de pessoas que mantinham uma relação amigável comigo e de muito respeito numa convivência de meses e anos, e num instante virar de rumo e trocar de barco e repentinamente passar a denegrir a imagem do Shima. Tem sido isso o que causou muitas decepções em nossos círculos de amizades. 

Essa situação segue uma mesma metodologia que é aplicada no nível mental em todos os detalhes apresentados e verificados. E todos tem o padrão reptiliano de controle mental. E não se deve tentar mudar isso, vira alvo no mesmo instante, o que denota o transtorno que acarreta numa tentativa de apaziguar e chamar a atenção para o ponto onde o desvio ocorreu. Isso é muito fácil de ser analisado. A recusa e negação é que contribui para o bloqueio da cura. Há muito que revelar nestes casos. Por isso estamos passando muitos alertas e é por isso também que estamos sendo constantemente confrontados pela oposição à Luz. 

Fiquem atentos queridas Águias e vejam com que facilidade estão criando um alvo de distração para todos vocês, na figura do Shima. Assim, não poderão ver a fundo o que deveriam ver. E nem pensar no que de fato está sendo revelado. A reflexão amorosa nesta hora trará boas respostas às perguntas que não estão sabendo formular da forma correta. Pensem nisso corações.

REVENDO O MOMENTO ATUAL - O DESPERTAR PLANETÁRIO


Este artigo (Despertar da Consciência - Pausa para reflexão )abaixo foi escrito em 2011 e revelava algo sobre o que foi passado a mim em 2004. E jamais poderia imaginar como seria este processo ao longo dos 10 anos que se seguiriam, com tantas surpresas e viradas na vida, apenas para que tudo entrasse na sincronia dos eventos.

Seguindo sempre as instruções e orientações do meu mentor espiritual e da minha mentora e instrutora, foi possível galgar cada degrau que surgiu ao longo desta jornada incrível e surreal, mas verdadeiro e rico em revelações sobre a nossa caminhada terrena.

No decorrer destes anos, foram milhares de pessoas que acordaram e despertaram suas consciências de forma maravilhosa e divina. Receber as mensagens de gratidão, não foram o que mais tocou o meu coração, e sim, a alegria e emoção de vivenciar essas experiências ocorrendo com essas pessoas que em outras situações, ainda estariam perambulando na escuridão deste mundo terreno.

A caminhada ao lado destes anjos humanos deixaram um rastro de Luz, desde a minha passagem pelo país do Sol Nascente e durante toda a minha peregrinação pelo interior do Brasil. Foram momentos mágicos. Não há como esquecer disso e das pessoas que cruzaram o meu caminho. Guardo lindas recordações de todos os aprendizados que adquiri junto destas almas divinas.

Entre alegrias e choros, as lições de vida tiveram o significado de alavancar o salto consciencial para patamares cada vez mais elevados em nossa experiência humana, incluindo novas descobertas e mais revelações. Revelações que nunca cessam neste Universo infinito e abençoado.

Nem mesmo quando se é necessário compartilhar estes conhecimentos, que acredito ser necessário para muitos se libertarem dos seus casulos e poderem ver o brilho do sol. Se este fato cria situações de constrangimentos, não importa. Se levo pedradas, também não ligo. Estar observando o mundo de um novo patamar e perceber os movimentos nas sombras acarreta certa responsabilidade por aqueles que depositaram uma imensa confiança na leitura dos textos que publico. É nesse compromisso que ainda me mantenho firme, determinado e servindo.

Por isso, corações, acreditem. Se chegaram até aqui, poderão ir além do que imaginam ou sonham. Há muitos paradigmas e tabus para superar e vencer. As crenças enraizadas devem ser transmutadas para novos valores, buscando sempre o caminho amoroso, harmonioso e divino. Compreendam que a cosmoética é uma conduta inerente a todos, cá embaixo quanto lá em cima. Quebrar esta norma de conduta é violar a Lei Divina.

Muitos ainda infligem esta Ordem Divina, desviando seus próprios irmãos de caminhada para o lado obscuro da involução, induzindo-os nas práticas e métodos nocivos, que parecem inocentes, mas são de alta periculosidade e movem forças malignas que depois serão impossíveis de seres contidas ou revertidas. Cada um vai colher o que semeou para si mesmo.

A época da Colheita é agora.

O ato da reflexão, meditação e contemplação deve ser seguida pela determinação, disciplina e discernimento.
O Caminho do Coração é o do chackra cardíaco e não pelo plexo solar. Pensem nisso. É uma revelação que tem libertado muitos anjos de Luz das armadilhas que são implantadas em suas mentes e corações.

Em Amor e Luz,
Paz na Terra!
Shima.