22 fevereiro 2012

INCANSAVEIS E INCOMPREENDIDOS REVOLUCIONARIOS DA LUZ






Como se sabe, a Terra está a passar por um processo de ascensão muito especial, e poderá carregar com ela todos aqueles que quiserem se elevar e viver uma nova vida, sem todos os entraves e limitações que tão bem hoje conhecemos, - e dos quais já nos cansamos.
Dizem que, em geral, quando não aceitamos nos transformar pelo Amor, acabamos mudando pela dor. Contudo, há uma terceira via: muitas vezes nos transformamos pelo cansaço! Afinal, já está passando da hora de vivermos em harmonia uns com os outros; de habitarmos um mundo de maior equilíbrio e paz.
E a esta altura, muitos já se cansaram deste velho jogo de explorar e de serem explorados; de compactuar com o desequilíbrio. Então, quando chegamos ao ponto de nos sentirmos deste modo, sempre é possível fazermos uma outra opção, escolher o lado evolutivo, o lado da Luz. E, se quisermos, podemos nos alistar neste Exército do Bem.
Muitos de nós vieram propositalmente para este mundo com uma função específica, encarnando neste momento planetário crucial simplesmente porque são “revolucionários” por natureza. Muitos vieram para ajudar a realizar neste planeta uma revolução pacífica, amorosa; - mesmo que ainda não tenham uma consciência muito clara a respeito disto.
Toda vez que um planeta entra em processo de mudar de ponto vibratório, os revolucionários são convocados, e passam a encarnar nele, distribuindo-se em diversas áreas, como na da ciência, medicina, política, econômica, religiosa, etc., dentro das quais irão atuar, conforme as instruções do Plano Evolutivo.
E, apesar de nem sempre estarem totalmente conscientes de seu papel, estes seres são potencialmente verdadeiros especialistas em “detonar” sistemas retrógrados; são mestres na arte de fazer com que as pessoas saiam do lugar comum e comecem a questionar a realidade limitada na qual vivem, de modo que ampliem sua visão.
Apesar dos muitos obstáculos que encontram, estes revolucionários não costumam ser presas fáceis das forças obscuras, negativas, que grassam no mundo, e dão um bocado de trabalho a elas, porque, onde estiverem, sempre estão libertando alguém; sempre estão colocando uma sementinha na consciência das pessoas, a fim de que um dia elas possam despertar.
Eles geralmente são alegres, francos, amáveis; não se irritam facilmente e costumam ter um senso de humor desconcertante e invejável.
 São avessos à negatividade, e de tudo procuram tirar ensinamentos proveitosos.
 Não raro, percebem nos sinais que a Existência continuamente lhes mostra muitas instruções importantes, transmitindo-as aos demais.
Muitos os classificam como loucos, os julgam como visionários, sonhadores incuráveis que vivem sempre “nas nuvens”, ou numa realidade à parte da realidade “normal”. Mas é justamente o que eles fazem mesmo! Tanto isto é verdade, que eles não costumam ser afetados pelos desequilíbrios que afetam a maioria.
O mundo está cheio destes incansáveis e incompreendidos revolucionários que, mesmo tendo suas crises e seus problemas pessoais para administrar e resolver, ainda assim sempre arrumam tempo para inspirar e levantar o astral das pessoas; sempre estão dispostos a ver o lado positivo das situações, buscando a harmonia e o melhor entendimento entre tudo e todos.
Há uma luz sutil, invisível, nestas pessoas especiais, que os outros pressentem e que faz com que desejem estar sempre perto delas. Onde elas estão os ambientes se transformam, se iluminam, pois em geral elas possuem o raro dom da alegria e de saber combinar, na proporção exata, o Sagrado com o irreverente.
Para todos, elas costumam ter uma palavra de encorajamento, uma sugestão positiva, algo novo a acrescentar na vida das outras pessoas a fim de que saiam da inércia e do antigo ponto evolutivo no qual se encontram. São, enfim, seres muito diferentes.
...Bem, se após terem lido tudo isto, algo “mexeu” dentro de vocês e de algum modo se identificaram com este “arquétipo”, então talvez tenhamos novidades para vocês... É bem provável que também sejam Revolucionários da Luz!
Se assim for, saibam que vocês não estão sozinhos; que é perfeitamente natural que não se encaixem nos moldes deste velho mundo, pois na verdade, nunca fizeram parte dele. Vocês não vieram para confirmá-lo, mas para transcendê-lo e para arrastar outros com vocês.
Deste modo, estamos hoje na Terra a serviço da humanidade, a serviço do Cosmos, com a missão sagrada de colaborar para que este planeta finalmente se ilumine, se eleve e se torne um mundo confederado agora.
Enviar um comentário