30 outubro 2012

SAUL - Vocês são o orgulho da vossa galáxia.30.10.2012




O espaço tempo linear existe como uma forma de vos manter presos na ideia de separação do Todo.

A grade está a ser retirada e pouco a pouco vocês adquirem o conhecimento/lembrança de que fazeis parte do universo - de que sois a respiração de Deus.

As suas lembranças serão revigoradas pouco a pouco e podereis sentir-vos maravilhados quando tiverem o véu do esquecimento retirado de suas "vistas".

Em um curto espaço de tempo as suas consciências darão um grande salto no quadrante universal e podereis ver a vastidão de informações contida no seu "Eu" do Aqui - Agora, que estiveram separadas pela grade que vos continha, impedindo tal contato com essas informações.

Nesta mesma grade, obtiveram a valiosa oportunidade de se erguerem da imposição que ela vos ofereceu, servindo-se de um aprendizado valioso e mostrando que mesmo de baixo de uma grande grade magnética que os aprisionava em um estado de irrealidade, mantiveram-se mesmo assim unidos pelo elo Inquebrável que vos liga a Deus.

Amados, a oportunidade que vocês tiveram e a elevação que vocês têm proporcionado são tamanhas que milhares de seres de outros espaços-tempo tem se dirigido para cá para ver o espetáculo da vossa ascensão.

Costumamos dizer aqui no meio de nós que vocês são “Soldados de Armaduras Douradas”, que carregam a espada que toca o coração do mais “duro” ser, dentro dessa ideia de separatividade.

Vocês são o orgulho da vossa galáxia. E nós, meros espectadores desse espetáculo crescente da vossa subida para as esferas Superiores, onde a sua aureola brilha e forma-se um diamante polido que envolve toda a vossa cabeça – essa energia está tomando conta de todo o seu corpo, deixando-os imunes as investidas finais dos escuros - eles não conseguem ultrapassar.

Sim, estais a torna-se seres firmes e iluminados na forma de divinos diamantes – e vocês conquistaram isso graças a sua coragem de experimentarem as dimensões mais baixas, de onde dela saístes e agora mais fostes do que nunca.

Eu Saúdo-vos em nome de Deus.

Com muito amor,

Saul.


Gabriel
Enviar um comentário